LOVE IS A COMPANION

Love is a companion.
I no longer know how to go along the path alone,
Because I already cannot walk alone.
This thought now visible makes me go faster
And see less, while at the same time enjoy seeing everything.
Even her absence is something that is with me.
And I love her so much I don’t know how to be desired.

If I don’t see her, I imagine her and I’m as strong as the towering trees.
But if see her I tremble, I don’t know what happened to my feelings in her absence.
All I am is any force I abandon.
All of reality looks at me like a sunflower with her face at the center.

 

David Scanlon – England – (1963 – )

Pessoa, F. (2018) Poems of Alberto Caeiro. In Portuguese and translated to English by David Scanlon. The Foolish Poet Press, Wilmslow, Portugal. LOVE IS A COMPANION. Page Number 7.

O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.
Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.

Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.
Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa – Portugal – (1963 - )

Caeiro, A. (1930)[1946] ”O Pastor Amoroso”  In Poemas Completos de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.). Ática: Lisboa.

Work is no longer protected by copyright.

Print Friendly, PDF & Email
This entry was posted in David Scanlon (Translations), Fernando Pessoa, Poetry, Translation and tagged , , , , . Bookmark the permalink.